acessórios - escolha o quebra-cabeça para resolver

Os aditivos alimentares são substâncias que são adicionadas aos alimentos com o propósito de manter ou modificar o seu sabor, melhorar a sua aparência, aroma ou prolongar o seu tempo de conservação.Os corantes e os conservantes são os mais conhecidos, mas existem centenas de aditivos autorizados.A utilização de aditivos deve ser reduzida ao mínimo e apenas quando não há outra alternativa.Nunca utilizados se existirem dúvidas sobre os seus efeitos na saúde humana . Alguns aditivos são utilizados há séculos, como o sal. Com o desenvolvimento da indústria alimentar na segunda metade do século XX, foram progressivamente introduzidos novos aditivos, mais fortes, azedos, molhados, secos, mal cheirosos e duráveis de origem natural e artificial, permitindo a produção em larga escala e o transporte de alimentos a grandes distâncias, assegurando que o produto chegue ao consumidor com um aspecto atrativo. Os aditivos utilizados na produção de um determinado alimento devem ser obrigatoriamente discriminados na sua embalagem, incluídos na lista de ingredientes utilizados na sua elaboração. Os aditivos utilizados pela indústria devem forçosamente ter sido objeto de aprovação prévia e fazer parte de uma lista dita positiva. Todos os aditivos eventualmente utilizados e não incluídos nessa lista são ilegais e o seu uso é portanto proibido. Na União Europeia, como meio para regulamentar a sua utilização e informar os consumidores, os aditivos alimentares são identificados por um código único composto de um número antecedido pela letra "E", o número E. Os acidulantes são utilizados de acordo com Valsechi (2001), para complementar o sabor dos alimentos processados com a acidez da fruta que dá nome ao produto e também para servir como conservantes e antioxidantes. Os acidulantes mais comuns são os ácidos orgânicos idênticos aos encontrados nas frutas. Pode- se citar como exemplos o ácido málico, que está presente na maçã, o ácido tartárico, na uva, e o ácido cítrico, existente na laranja e no limão. Alguns ácidos também comumente usados são: ácido acético, ácido fumárico e ácido láctico.