província - escolha o quebra-cabeça para resolver

A voivodia ou província (em polaco: województwo, plural: województwa) tem sido o mais alto nível da subdivisão administrativa da Polônia desde o século XIV. Nos termos da Lei de Reorganização do Governo Local de 1998, em vigor desde 1 de janeiro de 1999, foram criadas 16 novas voivodias, substituindo as 49 existentes desde 1 de julho de 1975. Os limites das voivodias atuais basearam-se, em grande parte, nas regiões históricas do país, enquanto que os de 1975-1998 foram centrados nas cidades e recebiam o mesmo nome das cidades que representavam. As novas unidades possuem uma área territorial que vai desde 10 000 km² (voivodia de Opole) até mais de 35 000 km² (voivodia da Mazóvia), e uma população de cerca de um milhão de habitantes (voivodia da Lubúsquia) até mais de cinco milhões (voivodia da Mazóvia). A autoridade administrativa no nível de voivodia é partilhada entre um governador nomeado pelo governo chamado de voivoda (em polonês: wojewoda), uma assembleia eleita chamada de sejmik, e um executivo escolhido por essa assembleia. O líder do executivo é chamado de marszałek województwa (marechal da voivodia). As voivodias são subdivididas em powiaty (condados) e em gminy (comunas ou municípios): ver Divisão administrativa da Polônia. Algumas fontes, especialmente em contextos históricos, falam de "palatinados" em vez de voivodias. As voivodias atuais são muitas vezes referidas como províncias, embora em alguns contextos históricos isto pode ser enganoso, uma vez que a palavra "província" (em polonês prowincja) foi aplicada para as três principais divisões da República das Duas Nações, estas compostas por várias voivodias. As competências e os poderes no nível de voivodia são partilhados entre o voivoda (governador), a sejmik (assembleia regional) e o executivo. Na maioria dos casos, estas instituições estão todas sediadas em uma cidade, mas na voivodia da Cujávia-Pomerânia e na voivodia da Lubúsquia os escritórios dos voivodas estão em uma cidade diferente das dos poderes executivo e da sejmik.