idioma - escolha o quebra-cabeça para resolver

O que habitualmente se chama língua chinesa (chinês simplificado: 汉语; chinês tradicional: 漢語; pinyin: Hànyǔ) (chinês simplificado: 华语; chinês tradicional: 華語; pinyin: Huáyǔ) (chinês simplificado: 中文; pinyin: Zhōngwén) é, na verdade, uma família linguística que pertence ao tronco linguístico sino-tibetano. Aproximadamente um quinto dos habitantes da Terra fala alguma forma de chinês como língua materna, tornando a língua chinesa a mais falada no planeta, embora não a mais difundida.[carece de fontes?]É uma língua tonal, isolante e, basicamente, monossilábica, tendendo ao monossilabismo principalmente na variante escrita, enquanto as variantes faladas (notoriamente o mandarim) costumam fazer amplo uso de palavras dissilábicas e polissilábicas. As raízes lexicais são, no entanto, todas monossilábicas.[carece de fontes?] A transliteração dos caracteres chineses para as línguas que usam o alfabeto latino pode ser feita pelo sistema Wade-Giles, criado pelos diplomatas e sinólogos britânicos Thomas Wade e Herbert A. Giles. Após a Revolução comunista chinesa, em 1949, uma comissão de filólogos criou um novo sistema conhecido como pinyin. Como um exemplo, no sistema Wade-Giles escreve-se "Mao Tsé Tung", enquanto que em pinyin grafa-se "Máo Zédōng". Para indicar os tons utilizam-se acentos sobre as vogais ou ainda números, ao final de cada sílaba. A língua chinesa apresenta grande variedade de dialetos, sendo tamanha a diferença entre eles a ponto de muitos serem incompreensíveis entre si. O idioma mantém a unidade por causa da origem comum de seus diferentes dialetos e pelo fato de a escrita ser comum a todos eles, transcrevendo não apenas sons, que variam de região para região, mas também conceitos, que permanecem inalteráveis de região para região. Os principais dialetos do chinês são: Mandarim, considerado o idioma oficial da região de Beijing e, teoricamente, falado em toda a China, incluindo Taiwan, sendo também falado em Singapura; Cantonês, falado em Cantão (província de Cantão), Hong Kong, Macau e sudeste do país; Xangainês, falado em Xangai e arredores; Sichuanês, falado no centro da China (região de Sichuan e Chongqing); Hakka (Hacá), falado em província de Cantão, Fujian, Ainão, Jiangxi de China continental, Hong Kong, Taiwan e sudeste do país. A gramática da língua chinesa apresenta uma estrutura diferente das línguas europeias, por este motivo, definições como "substantivo", "adjetivo" e "verbo" geralmente não funcionam em chinês.