frente - escolha o quebra-cabeça para resolver

O Grande Salto Adiante ou Grande Salto para Frente (mais comumente em Portugal, O Grande Salto em Frente, ou O Grande Salto) foi uma campanha lançada por Mao Tsé-Tung entre 1958 e 1960, que pretendia tornar a República Popular da China uma nação desenvolvida e socialmente igualitária em tempo recorde, acelerando a coletivização do campo através de uma Reforma Agrária forçada, e a industrialização urbana. No entanto é considerado responsável pela Grande Fome Chinesa. Os historiadores consideram que o Grande Salto Adiante resultou em dezenas de milhões de mortes. Uma estimativa conservadora é de 18 milhões de mortes, porém outros estudos sugerem que o número de mortos foi mais próximo de 55,6 milhões.O Grande Salto Adiante ainda hoje é utilizada como crítica ao modelo de Economia planificada, ao comunismo e à reforma agrária. Após a conquista do poder em 1949, a participação na Guerra da Coreia e o sucesso do 1º Plano Quinquenal (1953-1957), o líder chinês Mao Tsé-tung lançou o Grande Salto para Frente (1958-1962), um programa de profundas reformas cujo objetivo era acelerar a marcha para o comunismo. O cronograma original de 1953, que previa completar a “industrialização” em “dez a quinze anos”, foi encurtado três anos. Mao imaginava que poderia satisfazer sua ambição em um “big bang”, declarando que “nossa nação é como um átomo”. Chamou o processo de o “Grande Salto Para a Frente”, e o lançou em maio de 1958. Mao Tsé-tung concluiu que os setores da indústria e da agricultura deveriam ser modernizados e desenvolvidos. Com esse objetivo, a China foi dividida em uma série de comunas, propriedades que abrigavam cerca de 5.000 famílias, concentradas no cumprimento das metas.